dezembro 29, 2011

     Porque é que quando acontece alguma coisa má, que nos deixa triste e perturbados, nunca acontece só uma? Parece uma maré de coisas más a correr sem eu conseguir ver o fim. Vontade de desistir de tudo. Será que mereço isso, e nem sequer posso perguntar porquê? As forças desaparecem quando mais preciso delas e fico sozinha a olhar para o vazio, sem conseguir ver um futuro próximo que me traga alegria e boas notícias. Já não há confiança nas minhas capacidades, penso logo que não consigo mesmo antes de tentar.
     O tempo corre, e corre, e eu vou continuar à procura de alguma coisa que me faça erguer de novo.

Sem comentários:

Enviar um comentário