outubro 27, 2013

Os melhores de Fátima Lopes - Primavera-Verão 2014

     A mitologia grega serve de emblema para algo que é muito mais simbólico que apenas uma inspiração de silhuetas. A ideia de poder feminino e de um ser superior, uma mulher transcendente, ditou até o modo como as modelos andavam na passerelle. Em pontas, com trovões nos pés, as deusas Fátima Lopes sucediam-se numa paleta que não se dissociou do branco e do pérola, sendo apenas quebrada pelo fio de ouro e pelos acessórios dourados.



















     Visto que nem tudo o que surge nos desfiles é feito para andar nas ruas, acho difícil que a moda pegue no próximo verão, até porque os pés ficam completamente descobertos e as fitas parecem apertar a canela das modelos. Na passerelle, porém, a criação deu certo: já está a dar que falar. E vocês, gostaram? :)

 

1 comentário:

  1. os sapatos são qualquer coisa para serem falados, já o resto fiquei muito desiludido com a falta de paleta de cor.

    ResponderEliminar