agosto 14, 2017

Tipos de Condutores (se é que se pode chamar isso a alguns)

     Chegaram as férias. Chegaram as muitas horas de estrada, sendo que as estradas estão repletas, é trânsito por todo lado, é bombas de gasolinas com filas enormes, é portagens que aparecem sempre a vermelho no GPS (que agora ele é ainda mais inteligente e avisa-nos atempadamente das zonas com trânsito, e quantos minutos nos vamos atrasar, uma categoria), e por isso (e por causa de alguns nervos à mistura) decidi vir por aqui enumerar alguns deles, mas claro que se por acaso vocês conhecerem mais algum tipo raro que eu não refira podem sempre ajudar-me a enumerar.
     Acho que cada vez mais o que falta nas estradas é mesmo o respeito pelos outros, o civismo que nós tão bem apontamos o dedo a quem não o tem, e depois só encontro por aí falta dele, caso contrário não estaria a escrever este post. Se calhar até lhes devia um agradecimento por esta inspiração, só que não. Então vamos lá ver:

1. O persistente do meio
     É que é uma coisa incrível como é que mais de metade dos condutores infringe esta regra da estrada, impressionante... Não sei o que lhes dá na gana que de repente parece que a faixa da direita é imprópria de utilização, e para eles é. As desculpas são várias, que eu sou pessoa de já ter ouvido vários condutores deste tipo a justifica-se, embora pouco credíveis. Ora porque é muito junto à berma e lhes dá a sensação que vão sair disparados para fora da via a qualquer momento, ora porque estão (ou acham que estão) a ultrapassar mas na verdade só ultrapassam de 10 em 10 minutos, enfim... Pessoas, vocês chateiam a fazer isto, a vontade que dá é sempre ultrapassar-vos pela direita mas também é errado. Dêem lá o braço a torcer e encostem as vossas majestosas viaturas à direita se faz favor, que é o que diz no código da estrada idiota! a gente agradece :)


2. O poupado
     Poupa em tudo, até nos piscas! Este fulano não dá piscas em ocasião nenhuma, guarda-os todos para si. Vira e não dá pisca, sai da rotunda sem dar pisca, encosta sem dar pisca (quando não pára mesmo no meio da estrada), ultrapassa sem dar pisca, NUNCA utiliza os piscas. E porquê? Não vejo outra explicação que não seja poupar nas mudanças de lâmpadas (que isso ainda é uma despesa que não é pequena e nos dias de hoje não podemos facilitar), ou então vejo, é só estúpido e isso faz com que não dê piscas.



3. O dono do mundo (ou da estrada neste caso)
     Esta criatura pára em qualquer lado. No meio da estrada e com carros atrás se for preciso. Pára dez minutos, uma hora ou um dia se for preciso. Não tem qualquer noção sobre onde se pode ou não estacionar, não quer saber se está a bloquear algum carro ou não, e muito menos se interessa se está a bloquear alguma entrada/passagem ou não. Para estes todo o lado pode ser um lugar de estacionamento. Infelizmente estas criaturas não são raras e estão muito presentes no meu dia-a-dia, visto que é super comum chegar a casa e ter um carro em frente à entrada da minha garagem. Depois de um quarto de hora a buzinar, a entrar naquela fase de me começar a espumar e a ficar vermelha, surgem então uma mulher (sim, 99% das vezes é uma mulher) com toda a calma deste mundo e do outro, com ar de quem está a pensar "não sei qual é a pressa desta gaja", e imagine-se, nem pede desculpa (típico de pessoas desta categoria).


4. O primata

     Este tipo de condutor tem uma dificuldade acrescida em raciocinar, falar e/ou desenvolver qualquer tipo de pensamento, e por isso comunica por gestos! Gestos feios e impróprios diga-se! Já me questionei inclusive várias vezes como é que as pessoas mais depressa abrem a janela para gritar compulsivamente palavras insultuosas e para fazer gestos obscenos do que põe o pé no travão. Assim como na buzina, eu tenho para mim que uma certa percentagem dos condutores têm uma mão SEMPRE na buzina. Sejam conscientes se faz favor!


5. O reformado
     Grave. Muito grave. Cada vez mais frequentemente me deparo com notícias de pessoas de idade a cometer erros básicos e a causar acidentes medonhos por entrarem em contra-mão numa via-rápida por exemplo. Minha gente eu até percebo que o Sr. Manel de 70 anos (que ainda fresco e fofo) queira ser independente, mas para tudo há uma idade e as renovações da carta de condução servem para isso mesmo. As capacidades auditivas e visuais, principalmente, alteram-se e prejudicam a condução segura. Protejam a pessoa e os outros, mais uma vez sejam conscientes.


6. Os Xuning's
     Ora bem, para estes a história é outra. Não consigo perceber pessoas que se dizem gostar de carros e depois ridicularizam-nos de tal maneira que só me dá vontade de rir. Normalmente conhecem-se à distância porque reúnem umas determinadas características diferenciadores que com certeza toda a gente já viu das quais: têm sempre um apontamento de tinta fluorescente (ou mesmo ou carro todo), assim um laranja, um verde, amarelo, quanto mais estranha e feia for a cor é a escolha; roncam mais do que aquilo que andam (este ponto é fundamental); sempre que tentam mostrar a alguém que se enervaram e conseguem ultrapassar libertam tal fumo preto que acabam por desaparecer no nevoeiro, qual D. Sebastião qual é. Uma classe que adere muito a esta categoria são, por exemplo, os emigrantes, mas é muuuuito fácil distinguir. Se for emigrante, adicionando a isto, ainda vai ter o símbolo da federação portuguesa algures colado num vidro, numa porta, ou mesmo no capô do automóvel.


7. O que não fod* nem sai de cima
     Este tipo é mesmo assim, não te deixa passar mas também não quer passar, nem alhos nem bugalhos. Se tu aceleras ele acelera, se tu reduzes ele reduz, e é isto a nossa vida.


8. O inconstante 50 - 170
     Depois há aquele que quando vamos a descer te ultrapassa a alta velocidade, ainda olha para ti quando passa do tipo "sai da frente, não andas nada". Mas pois, é só esperar por uma subidinha e tudo se inverte. O apressado de outrora perde a velocidade, o cú fica-lhe pesado, começa a perder velocidade e lá tens tu de voltar a ultrapassar o sr. apressado. Eu até que percebo em carros mais antigos, que é como se tivessem de ganhar lanço, mais do que isso não se percebe minha gente, controlem-se.


9. O Taxista
Acho que aqui posso ficar só pelo título não acham?


10. O pior de todos
     Pronto, com este eu vou aos arames. Definitivamente está nomeado por mim como o pior de todos, é inconsequente, é um monte de merda um emproado, desrespeita os outros de uma forma abismal, provoca acidentes regularmente, e pior de tudo é que sai sempre com aquele ar de espertinho de quem não esperou tempo nenhum e passou à frente dos educados e civilizados burrinhos que se colocaram corretamente à espera. Deixo um apelo a todos os polícias deste país, guardem um tempinho e aguardem nas rotundas problemáticas por estes palhaços que deviam pagar uma coima bem elevada.


     Depois, e além de todos estes que referi até agora,  há ainda os ciclistas que têm a mania que são carros e com as novas leias pensam que podem tudo na estrada. Vá, olhem que o vosso pára-choques é o corpinho e por mais que tenham razão quem enfia um pézinho na cova sois vós. Tenham lá cuidado que notícias dessas chateiam, estragam o dia das pessoas e não têm tempo de aprender com os erros porque já eram.
     E pronto, espero que tenham gostado do post, caso conheçam mais tipos diferentes partilhem nos comentários, e fico muito agradecida que não se esquadrem de futuro nestas categorias para eu nunca ter vontade de vos esmagar o cérebro.


 

Sem comentários:

Enviar um comentário