maio 04, 2020

Ser do Norte e Gostar de Caracóis

É um desassossego. E em tempos de quarentena com a malta do sul toda a receber os ditos em casa? É muito triste, dureza máxima.


Quem como eu se delicia com este maravilhoso petisco e vive mais precisamente em Braga bem sabe do que falo, do desespero. Para os outros, que não entendem a nossa dor, somos só uma espécie de atrasados mentais que, imagine-se, gostam de comer estas porcarias viscosas e nojentas cheias de ranho. Ora, pois muito bem, tal como nos seres os humanos, nos bichinhos também se pode aplicar o famoso ditado tradicional, e digo-vos já que é muito feio julgar o livro pela capa. Lá por serem menos bonitos não significa que não tenham bom coração. E paladar? Nem me falem.
Tive de vir aqui partilhar o meu sofrimento porque isto está-me a dar cabo dos nervos e está cada vez mais difícil de lidar. Bem sei que nesta altura do ano surge sempre a tentação e é praticamente impossível resistir, mas numa situação normal eu rendo-me à luta, pego no carro, e lá vou eu em busca de matar esta fome. Agora não dá malta. Nem eu posso ir até eles, nem eles vêm de maneira nenhuma até mim. Ir às redes sociais parte-me o coração de cada vez que me aparece mais uma travessinha toda aperaltada cheia de corninhos de fora... não há condições.
Quantas vezes já não dei por mim às voltas no tio Google com "caracóis em Braga". No meio de escassa informação de lixo lá aparecem alguns vindos diretamente da terra. Lamentavelmente, mais uma pesquisa não concluída com sucesso.
Por isso lanço aqui o apelo, se és visionário e conheces alguém que saiba ou queira aprender a preparar o melhor petisco dos pobres do sul (comer caracóis, onde já chegaram) tens aqui uma oportunidade de negócio em Braga, simplesmente não existe. Se alguém por aí que consiga acabar com o meu drama e conheça algum sitio que venda em Braga, por favor entre em contacto. Serei eternamente grata.
Obrigada.

Adriana Machado

2 comentários: